Páginas

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Chega de saudade: homenagem ao Poetinha na Casa Brasil

Quem não se emocionou ao ouvir Garota de Ipanema na cerimônia de abertura das Olimpíadas Rio 2016? Uma das canções mais conhecidas mundialmente é ícone da Bossa Nova e representa a beleza da carioca e da Cidade Maravilhosa. 

Com 54 anos de estrada, a música estará no repertório do show em homenagem ao poeta Vinícius de Moraes, às 19h desta quinta-feira (25), na Casa Brasil.  

No show Para Sempre Vinícius, Carlos Lyra, Wanda Sá e o Quarteto em Cy dão voz a sucessos como A felicidade, Chega de saudade, Regra três, Samba de Orly, Se todos fossem iguais a você e Tarde em Itapoã.   

O show Para Sempre Vinícius, com Carlos Lyra, Wanda Sá e Quarteto em Cy, será realizado às 19h desta quinta-feira (25), no Armazém 2 da Casa Brasil. A entrada é franca e as senhas serão distribuídas 30 minutos antes do evento. O espaço é sujeito à lotação.

Serviço Casa Brasil

Período de funcionamento:
Até 18 de setembro. Entrada gratuita.
Visitação:
Período entre jogos - 19 de Agosto a 6 de Setembro – 14h às 20h
Período Paralímpico - 7 a 18 de Setembro – 10h às 20h
Apresentações culturais:
Período Paralímpico - 7 a 18 de Setembro – 19h às 22h

Localização: 
Pier Mauá, Armazéns 1 e 2, Rio de Janeiro (RJ)

Lindsey Stirling novo álbum "Brave Enough"

Segundo a violinista Lindsey Stirling  novo álbum "Brave Enough" é terapêutico

 A violinista norte-americana Lindsey Stirling, 29 anos,  transita entre o amor e ador da  perda no  seu novo disco, "Brave Enough". 

Ela afirma  que a superação das adversidades é o pano de fundo de seu novo trabalho após um ano marcado pela morte de seu melhor amigo e um diagnóstico de câncer de seu pai.  Com 14 canções, este é seu terceiro álbum de estúdio. 

A musicista chegou a passar por um tipo de bloqueio, e a faixa-título foi a primeira que a  compôs depois que seu amigo Jason Gaviati morreu em 2015. Ela ainda escreveu "Gavi's Song" para homenagear a amizade entre os dois.

"Eu não consegui compor a respeito destas coisas até lidar com elas. A princípio minha música estava simplesmente triste e depressiva quando comecei a voltar e reescrever, e foi uma coisa do tipo 'não está me ajudando nada compor desse jeito'", disse ela à Reuters.

Lindsey Stirling surgiu para o mundo da fama musical depois de criar uma reputação nas redes sociais. Seu canal no YouTube tem mais de 8 milhões de assinantes e algo além de  um bilhão de visitas. "Brave Enough".  

Morre Goulart de Andrade criador do "Vem Comigo"

Jornalista de 83 anos morre em são Paulo, no Hospital Sancta Maggiore. El e tinha problemas no sistema cardiorrespiratória. Deixa mulher, três filhos, três netos e bisneta.

Luís Filipe Goulart de Andrade nasceu no dia 6 de abril de 1934, no Rio de Janeiro. Filho da cantora Elisinha Coelho, Goulart de Andrade iniciou sua carreira na antiga TV Rio, em 1955, no programa Preto no branco. Tem uma bela trajetória, mas lançou na TV gente do tipo de Fausto Silva.

Jornalista e apresentador de televisão é um dos poucos de sua talentosa geração que está vivo. Pioneiro da televisão brasileira, produziu e dirigiu os mais variados programas praticamente em todas as emissoras brasileiras. 

Como produtor seu maior destaque foi, Brasil 63, de Bibi Ferreira, na TV Excelsior. Também participou das fases iniciais do Fantástico e do Globo Repórter, na década de 70. Em 1978 ele criou o Plantão da Madrugada, na Rede Globo. 

Encontro dos jornalistas, Francisco Martins de Blog da Fama\AgênciaFM, com o colega Goulart de Andrade, na Feijoada dos Jornalistas, no Salão Internacional do Automóvel, no Anhembi, São Paulo. (Foto: Carlos Guimarães). 

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Ryan Lochte perde os patrocínios após farsa de assalto em RJ

Farsa de assalto montada pelo nadador norte-americano Ryan Lochte leva-o a perdeu principais patrocínios, após  polêmica no Rio.


A confusão gerada pelo nadador Ryan Lochte nos Jogos Olímpicos do Rio começa a afetar os contratos comerciais do atleta norte-americano. 

A multinacional Speedo anunciou na tarde desta segunda-feira (22) que encerrou o contrato de patrocínio de mais de uma década de Lochte, e logo foi seguida pelas outras três empresas que acompanhavam o nadador. 

A grife Ralph Lauren também resolveu saltar fora após trama mal sucedida do medalhista norte-americano. Ralph Lauren, foi mais longe: retirou todas as citações ao atleta de seu site oficial, mantendo as de outros esportistas.

A marca Speedo USA, com a decisão de encerrar o patrocínio, doará US$ 50 mil (cerca de R$ 160 mil) do orçamento que seria dedicado ao nadador para projetos que atendam crianças no Brasil da ONG Save The Children.

Syneron-Candela, UMA empresa de produtos estéticos para a pele patrocinava o atleta especificamente com um acessório elétrico removedor de pêlos corporais.  No início da noite, a Airwave completou o ciclo e também rompeu o contrato com o atleta.

'A Grande Volta' retorno de Fúlvio Stefanini ao palco

A peça A Grande Volta, marca retorno de Fulvio Stefanini aos palcos ao lado de Rodrigo Lombardi. 

Com enredo onde um pai que,  sem avisar, se muda para a casa do filho - além de ator ultrapassado, há mutos anos fora dos palcos, ele precisa de um local para ensaiar pois foi chamado para viver um personagem clássico, o Rei Lear, de Shakespeare.    
Stefanini em cena com Rodrigo Lombardi

Segundo o ator "É uma história cujos personagens oferecem excelentes oportunidades de interpretação", comenta o ator Marco Ricca que, tentado a atuar, decidiu assumir a direção. "Preferi o desafio de apresentar esses dois homens aparentemente tão distintos mas que, no final, se revelam muito parecidos."

Boris, personagem de Stefanini, é um ator decadente que, por conta de problemas de calefação em seu apartamento, decide "invadir" o do filho Henrique, onde pretende ensaiar seu Lear.  Não encontra, porém, a tranquilidade esperada: além de perder o emprego, o rapaz recém se separou da mulher, que foi embora com o filho.  Mas, aos poucos, Boris vai se reencontrando. 

Com mais de 50 anos de carreira, Fúlvio Stefanini construiu um delicado trabalho de interpretação que oferece todas as particularidades de Boris.  Personagem é uma espécie de  Zorba, aquele grego do cinema magistralmente interpretado por Anthony Quinn, que se sente um homem completamente livre.  Fulvio Stefanini não  esconde também sua disposição de surpreender em cena. 
Após se apresentar no Teatro Faap, vai excursionar pela país. 


domingo, 21 de agosto de 2016

Olímpiadas 2016: Brasil e seus atletas pangaré

Boas surpresas até que vieram, mas Brasil não atinge meta por frustração com favoritos e continua sendo um país de atletas pífios. 


Para ficar entre os 10 países com mais medalhas nos Jogos do Rio o Brasil traçou uma estratégia imaginária com em frentes. Voltar a subir ao pódio nas modalidades consideradas tradicionais e conquistar medalhas em esportes sem repercussão. Mas, mas só uma delas deu certo.
Isaquias Queiroz

Enquanto o atleta baiano Isaquias Queiroz se tornou o maior medalhista do Brasil em uma mesma Olimpíada, conquistando três pódios na canoagem e o sargento do exército Felipe Wu foi prata no tiro, esportes antes da Rio 2016 eram vistos como favoritos para brilhar em casa -, ficaram abaixo das expectativas, como vôlei feminino, vôlei de praia, vela e judô.


Resultado, o Brasil encerrou sua participação na Olimpíada com 19 medalhas, seu recorde histórico, três atrás do 10º colocado por enquanto, o Canadá. Em total de medalhas o Brasil ocupava nesta tarde o 12º lugar, empatado com a Holanda.

O velejador multimedalhista Robert Scheidt, terminou pela primeira vez fora do pódio (em 4o, apesar que em Olimpíadas não existe este tipo de colocação) nos Jogos Olímpicos em casa, depois de ganhar cinco medalhas nas cinco Olimpíadas anteriores.

O boxe também saiu do Rio com menos pódios do que em 2012 (uma no Rio, de ouro, contra três em Londres, uma prata e dois bronzes), a natação ficou sem medalha pela primeira vez em uma Olimpíada desde 2004 e as equipes femininas de handebol e futebol também frustraram a expectativa.

Apesar de não atingir a meta estabelecida pelo COB, o Time Brasil conseguiu no Rio seu melhor desempenho em Jogos Olímpicos em todos os tempos. As 19 medalhas superam as 17 de Londres 2012, e as sete de ouro vão além das cinco de Atenas 2004.

Para isso o Brasil confirmou o favoritismo em modalidades como vôlei de praia masculino, vôlei de quadra masculino e a seleção masculina de futebol, mas também conseguiu medalhas inesperadas para o público geral com Thiago Braz no salto com vara, Maicon Siqueira no taekwondo, Felipe Wu no tiro e Isaquias Queiroz e Erlon de Souza na canoagem velocidade. Falta de investimento? Não. Falta de material humano.